Tecnologia, informação e aperfeiçoamento

O lançamento do projeto Simulador de Direção – Eficiência e Segurança no Trânsito, do Sest Senat, abriu um novo capítulo na história da tecnologia no setor de transportes. E novas histórias já começam a ser contadas a partir desse simulador de direção híbrido, que prevê o treinamento de 50 mil motoristas de caminhão, carreta e ônibus em três anos.

Quando o projeto foi lançado, 60 unidades foram escolhidas para receber o equipamento e uma delas foi o Sest Senat Aylmer Chieppe, em Cariacica. As instalações começaram em agosto e ainda no segundo semestre do ano passado três instrutores capixabas – Cláudio Tonini, Ivanildo Lody e Erisvaldo Chagas – foram a Brasília participar do curso de capacitação. E entre os dias 18 e 20 de abril um novo treinamento foi realizado, desta vez reunindo os instrutores das cinco unidades do Espírito Santo – Cariacica, Serra, Cachoeiro  de Itapemirim, Colatina e São Mateus – e um representante da Fetransportes, o técnico ambiental do Programa Despoluir-ES, Reginaldo Del Santo.

A realização dessa turma piloto teve dois objetivos, conforme explicou o Coordenador de Desenvolvimento Profissional, Marcus Campagnaro. “Fizemos o curso para apresentar e testar a nova ferramenta, bem como alinhar o conhecimento dos instrutores, e a partir daí contar com eles para serem agentes multiplicadores do projeto”.

O grupo de instrutores capixabas foi capacitado no Curso de Aperfeiçoamento de Motoristas para a Condução Antecipatória (Segura e Econômica), para o módulo Passageiros, e teve uma carga horária de 28 hora

E no início de maio, duas novas turmas foram abertas e novos trabalhadores qualificados. De 8 a 10 maio aconteceu o curso de Aperfeiçoamento de Motoristas para a Condução Antecipatória, módulo Passageiros, e de 15 a 17 de maio o treinamento foi do módulo Cargas. O treinamento é gratuito e voltado exclusivamente para colaboradores do transporte. Para se inscrever, é necessário a Carteira Nacional de Habilitação nas categorias D ou E.

Leia esta matéria na íntegra no jornal Transporte.Log – Edição 56.